Fundamentos de Segurança da Informação: com base na ISO 27001 e na ISO 27002

978-85-7452-860-1
De: R$82,00  
Por: R$49,20
Bônus: R$32,80 (40%)
+

Hans Baars

CISSP, CISM, trabalhou como oficial de segurança da informação e auditor EDP na Polícia Nacional holandesa de 1999 a 2002. Em 2002 se tornou consultor de segurança na Agência Nacional de Serviços de Polícia da Holanda. Nessa função, participou da formulação da política de segurança da informação da polícia holandesa. A partir de 2006 ele trabalhou como consultor de segurança, período em que aconselhou o governo e empresas comerciais sobre como conceber a sua segurança física e da informação. A partir de 2009, ele foi o Chefe da Segurança da Informação na Enexis BV, uma empresa de gás e energia elétrica na Holanda. Atualmente ele trabalha como consultor de segurança cibernética na DNV GL, uma empresa especializada de consultoria voltada para serviços públicos com foco particular na segurança dos sistemas de controle industrial.

Kees Hintzbergen

Consultor sênior, autônomo, de segurança da informação. Kees possui mais de 30 anos de experiência em TI e no provisionamento de informações, e trabalha na área de segurança da informação desde 1999. Em sua vida cotidiana Kees é um consultor, instrutor e “exemplo”, onde emprega o “método de senso comum”. Graças à sua experiência e integridade, ele tem sido bem-sucedido com vários empregos. Desde 2012 ele está envolvido no desenvolvimento de uma Base para Segurança da Informação, com base na ISO/IEC 27001 e na ISO/IEC 27002 (versões de 2005 e 2013), para municípios holandeses. Tem também prestado apoio em torno da implementação de tal Base, desenvolvendo produtos adicionais para apoiar a sua implementação e montando uma equipe de suporte que fornece respostas de segurança aos municípios holandeses. Ele também participou ativamente na criação de um CERT para os municípios holandeses.

Jule Hintzbergen

CISSP CEH. Depois de trabalhar inicialmente por 21 anos no Ministério da Defesa, Jule trabalha desde 1999 na Capgemini como consultor de segurança cibernética. Ele possui mais de 30 anos de experiência em TI e passa a maior parte do seu tempo lidando com segurança da informação. Trabalhou em várias funções na área de gerência de projetos, gestão da informação, segurança física e da informação e biometria. Desde 2003, Jule é certificado CISSP em ISC2 e desde 2013 é certificado CEH (Certified Ethical Hacker). Desde 2012 ele está envolvido no desenvolvimento de uma Base para Segurança da Informação, com base na ISO/IEC 27001 e na ISO/IEC 27002 (versões de 2005 e 2013), para municípios holandeses. Tem também prestado apoio em torno da implementação de tal Base, desenvolvendo produtos adicionais para apoiar a sua implementação e montando uma equipe de suporte que fornece respostas de segurança aos municípios holandeses.

André Smulders

(CISSP) é consultor de negócios, voltado para segurança da informação e gestão de riscos, na TNO. Quando André concluiu seus estudos em Gestão de Tecnologia na Universidade de Eindhoven, ele começou a trabalhar em projetos inovadores de TIC. A partir de 2000 ele começou a se especializar na área de segurança da informação e gerenciamento de riscos. Em sua função atual, ele apoia organizações, tanto do setor público quanto do privado, no gerenciamento de riscos em ecossistemas complexos em rede. Sobre esse tema, ele é coautor do livro “Networked Risk Management: how to successfully manage risks in hyperconnected value networks”.

Este livro prático e de fácil leitura explica de forma clara as abordagens, ou políticas, de gerenciamento de segurança da informação que muitas organizações podem analisar e implementar nos seus negócios. Ele aborda:

  • Os requisitos de qualidade que uma organização pode ter para informações.
  • Os riscos associados com os requisitos de qualidade no uso das informações.
  • As medidas defensivas que são necessárias para mitigar os riscos associados.
  • Como garantir a continuidade do negócio em caso de desastre.
  • Se e quando reportar acidentes para fora da organização.

O livro também é útil para aqueles que desejam se preparar para um exame ISFS (Information Security Foundation) do EXIN. Um dos apêndices do livro traz um modelo do exame ISFS, incluindo comentários sobre as opções de resposta para as questões, ou seja, o anexo pode ser usado como treinamento para o exame oficial.

Todos os conceitos de segurança da informação apresentados nesta versão do livro estão baseados nas normas ISO/IEC 27001:2013 e ISO/IEC 27002:2013. Além disso, o texto também faz referência a outros padrões internacionais de segurança da informação relevantes, quando apropriado. O livro também traz um estudo de caso real ao longo dos seus capítulos para demonstrar como os controles apresentados nas normas são levados da teoria à prática em um ambiente operacional.

1. Introdução

1.1. O que é qualidade?

2. Estudo de Caso: Springbooks – Uma Livraria Internacional

2.1. Introdução

2.2. Springbooks

3. Definições e Conceitos de Segurança

3.1. Definições

3.2. Conceitos de segurança

3.3. Princípios fundamentais da segurança

3.4. Confidencialidade

3.5. Integridade

3.6. Disponibilidade

3.7. Hexagrama Parkeriano

3.8. Risco

3.9. Ameaça

3.10. Vulnerabilidade

3.11. Exposição

3.12. Contramedida ou salvaguarda

3.13. Avaliando riscos de segurança

3.13.1. Gerenciamento de riscos segundo a ISO 27005

3.13.2. Avaliação do risco

3.13.3. Abordagem sobre a análise de riscos segundo a ISO 27005

3.13.4. Análise quantitativa do risco

3.13.5. Análise qualitativa do risco

3.13.6. SLE, ALE, EF e ARO

3.14. ISO 27001:2013 mitigando os riscos à segurança

3.14.1. Controles

3.14.2. Considerando o tratamento de um risco

3.15. Contramedidas para mitigar o risco

3.15.1. Categorias das contramedidas

3.15.2. Prevenção

3.15.3. Detecção

3.15.4. Repressão

3.15.5. Correção (restauração)

3.15.6. Seguro

3.15.7. Aceitação

3.16. Tipos de ameaças

3.16.1. Ameaças humanas

3.16.2. Ameaças não humanas

3.17. Tipos de dano (ou impacto)

3.18. Tipos de estratégias de riscos

3.19. Caso Springbooks

4. O Contexto da Organização

4.1. Implantação de um ISMS

4.2. Entendendo a organização e seu contexto

4.3. Compreendendo as necessidades e expectativas das partes interessadas

4.4. Definindo o escopo do sistema de gerenciamento da segurança da informação

4.5. O modelo PDCA

4.5.1. Planejar (projetar o ISMS)

4.5.2. Executar (implementar o ISMS)

4.5.3. Checar (monitorar e checar o ISMS)

4.5.4. Agir (manter e ajustar o ISMS)

4.6. Posse ou controle

4.7. Autenticidade

4.8. Utilidade

4.9. Devida diligência e devido cuidado

4.10. Informação

4.10.1. Diferença entre dado e informação

4.10.2. Análise da informação

4.10.3. Informática

4.10.4. Valor do dado

4.10.5. Valor da informação

4.10.6. Informação como um fator de produção

4.10.7. Sistemas de informação

4.11. Gestão da informação

4.11.1. Computação distribuída

4.12. Processos operacionais e informações

4.13. Arquitetura da informação

4.13.1. A evolução da arquitetura da informação

4.14. Resumo

4.15. Caso Springbooks

5. Políticas de Segurança da Informação

5.1. Diretivas gerenciais para a segurança da informação

5.1.1. Políticas para a segurança da informação

5.1.2. Revisão das políticas de segurança da informação

6. Organização da Segurança da Informação

6.1. Papéis e responsabilidades da segurança da informação

6.1.1. Separação dos deveres

6.1.2. Contato com autoridades

6.1.3. Contato com grupos de interesse especiais

6.1.4. Segurança da informação e gerenciamento de projetos

6.2. Dispositivos móveis e trabalho remoto

6.2.1. Trabalho remoto

7. Segurança dos Recursos Humanos

7.1. Antes do emprego

7.1.1. Triagem e acordo de não divulgação

7.1.2. Contratados

7.2. Durante o emprego

7.2.1. Responsabilidades da gerência e conscientização

7.3. Rescisão e mudança de emprego

8. Gestão de Ativos

8.1. Responsabilidade pelos ativos

8.2. Gerenciando os ativos de negócio

8.3. Entendimentos sobre como lidar com ativos de negócio

8.4. O uso de ativos de negócio

8.5. Classificação da informação

8.6. Manuseio de mídia

8.7. BYOD

8.8. Na prática

9. Controle de Acesso

9.1. Requisitos de negócio para o controle de acesso

9.2. Gestão de acesso do usuário

9.3. Responsabilidades do usuário

9.4. Acesso a sistemas e aplicações

9.4.1. Formas de controle de acesso lógico

9.4.2. Guardas de segurança em pontos de acesso

10. Criptografia

10.1. Controles criptográficos

10.1.1. Políticas de criptografia

10.1.2. Gerenciamento de chaves

10.2. Tipos de sistemas criptográficos

10.2.1. Sistema simétrico

10.2.2. Sistema assimétrico

10.2.3. Infraestrutura de chave pública (Public Key Infrastructure – PKI)
10.2.4. Criptografia unidirecional

11. Segurança Física e do Ambiente

11.1. Áreas seguras

11.1.1. Anéis de proteção

11.1.2. Controles de entrada física

11.1.3. Protegendo escritórios, salas e instalações

11.1.4. Protegendo contra ameaças externas e ambientais

11.1.5. Trabalhando em áreas seguras

11.1.6. Áreas de carregamento e entrega

11.2. Equipamento

11.2.1. Localização e proteção do equipamento

11.2.2. Utilidades de apoio

11.2.3. Segurança do cabeamento

11.2.4. Manutenção de equipamento

11.2.5. Remoção de ativos

11.2.6. Segurança de equipamentos e ativos fora das instalações

11.2.7. Alienação segura ou reutilização do equipamento

11.2.8. Equipamentos não acompanhados

11.3. Resumo

12. Segurança Operacional

12.1. Procedimentos operacionais e responsabilidades

12.2. Gerenciamento de mudanças

12.3. Gerenciamento da capacidade

12.4. Proteção contra malware, phishing e spam

12.4.1. Malware

12.4.2. Phishing

12.4.3. Spam

12.5. Algumas definições

12.5.1. Vírus

12.5.2. Worm

12.5.3. Cavalo de Troia

12.5.4. Hoax

12.5.5. Bomba lógica

12.5.6. Spyware

12.5.7. Botnets

12.5.8. Rootkit

12.6. Backup

12.7. Registro e monitoração

12.7.1. Registro de eventos (log)

12.8. Controle do software operacional

12.9. Gestão de vulnerabilidades técnicas

12.9.1. Gerência de vulnerabilidades técnicas

13. Segurança das Comunicações

13.1. Gestão da segurança de rede

13.1.1. Controles de rede

13.1.2. Segurança dos serviços de rede

13.1.3. Segregação de redes

13.2. Transferência da informação

13.2.1. Mensagens eletrônicas

13.2.2. Contratos de confidencialidade ou de não divulgação

14. Aquisição, Desenvolvimento e Manutenção de Sistemas

14.1. Requisitos de segurança de sistemas de informação

14.1.1. Serviços para comércio eletrônico

14.1.2. Informações publicamente disponíveis

14.2. Segurança nos processos de desenvolvimento e suporte

14.3. Projeto de sistemas de informação seguros

14.4. Teste e aceitação de sistemas

14.5. Proteção dos dados de teste

15. Relação com Fornecedores

15.1. Segurança da informação na relação com fornecedores

15.1.1. Cadeia de suprimentos de tecnologia da informação e das comunicações

15.2. Gestão da prestação de serviços de fornecedores

16. Gestão de Incidentes de Segurança da Informação

16.1. Gestão de incidentes de segurança da informação e de melhorias

16.2. Reportando incidentes de segurança da informação

16.3. Relatando as fraquezas na segurança

16.4. Registro de interrupções

16.5. Incidentes de segurança da informação

16.6. Vazamentos de informações

16.7. Divulgação responsável

17. Aspectos da Segurança da Informação na Gestão de Continuidade dos Negócios

17.1. Continuidade da segurança da informação

17.1.1. Continuidade

17.1.2. O que são desastres?

17.1.3. Como a sua empresa responde a um desastre?

17.2. Plano de recuperação de desastres (Disaster Recovery Planning – DRP)

17.3. Testando o BCP

17.4. Redundâncias

17.4.1. Local redundante

17.4.2. Hotsite sob demanda

17.4.3. Locais de trabalho alternativos

17.4.4. Medidas para o staff

18. Conformidade

18.1. O que é conformidade?

18.1.1. Medidas de conformidade

18.1.2. Observância das disposições legais

18.1.3. Direitos de propriedade intelectual (Intellectual Property Rights – IPR)

18.1.4. Privacidade e proteção de informações de identificação pessoal

18.1.5. Protegendo dados e a confidencialidade de informações pessoais

18.1.6. Proteção de registros

18.2. Revisões de segurança da informação

18.2.1. Conformidade com políticas e padrões de segurança

Apêndice A. Glossário

Apêndice B. Visão Geral da Família de Normas ISO 27000

Apêndice C.1. Exemplo de Exame

Introdução

Apêndice C.2. Respostas Comentadas

Apêndice C.3. Gabarito

Apêndice D. Sobre os Autores

Posfácio da Edição Brasileira

Índice Remissivo

ISBN:
9788574528601
Edição:
1
Páginas:
256
Largura:
17
Comprimento:
24
Lombada:
1.3
Volume:
530.4
Ano:
2018
Lançamento:
24/01/2018
Situação:
Lançamento
Idioma:
Português
não sei qual é o meu CEP
Cartão de Crédito
1 x de R$49,20 sem juros
Pagamento à Vista
R$49,20 à vista.

Nenhuma mensagem encontrada

Fazer uma avaliação

Clientes Também Compraram