Jornada Ágil e Digital

9788574529479
De: R$120,00  
Por: R$78,00
Bônus: R$42,00 (35%)
+
Adicionar à lista de desejo

Antonio Muniz

Recém apaixonado por atividade física, Head de Agilidade e DevOps na SulAmérica, Professor do Ibmec, PUC Minas e AdaptNow. Vivência como facilitador de workshops corporativos e palestras em comunidades, congressos, meetups e empresas. Possui formação em tecnologia da informação com mestrado em administração e certificações DevOps Profissional, DevOps Master, Lean IT, Scrum Master, SAFe Agilist, PMP, ITIL, Cobit. É fundador da startup Jornadas.io e da comunidade Jornada Colaborativa, que escreve livros e organiza summits beneficentes (Jornada Saudável, Jornada DevOps, Jornada Ágil e Digital, Jornada Ágil de Qualidade, Jornada de Produto, Business Agility, Jornada Java, Python, Arquitetura, Liderança, Inovação, etc.). Curte gravar videoaulas e trocar experiências sobre agilidade, DevOps, Lean, inovação, tecnologia, mentoria de carreira, OKR e transformação digital.

Siga o autor

Analia Irigoyen

Apaixonada por melhoria contínua, agilidade, DevOps e gamification. Sócia fundadora da ProMove Soluções (<www.promovesolucoes.com>), mestre em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009), pós-graduada em Análise, Projeto e Gerência de Sistemas pela PUC-RJ (1999) e graduada em Informática pela Universidade Federal Fluminense (1996). Possui experiência na coordenação de projetos, gerência e implantação de fábricas de software e inovação. É consultora na implantação de processos aderentes a normas ISO/IEC 9001, ISO/IEC 20000, ISO/IEC 27001, ISO/IEC 29110 em conjunto com métodos ágeis (Scrum, XP, Lean, Kanban, LeSS) e aos modelos de qualidade CMMI-Dev e CMMI-SVC, MPS para software e serviços. Atuou na concepção/desenvolvimento de um framework na linguagem Java. Além disso, apresentou dois painéis na RioInfo sobre a TI diante da crise global (2009) e fábricas de software (2007). Apresentou, nos congressos European Systems & Software Process Improvement and Innovation (EuroSPI, Finlândia, 2007), International Conference on Software Engineering (ICSE, Minneapolis, 2007), PMI (Lima, Peru, 2009), Quatic (Portugal, 2010), Scrum Gathering do Rio de Janeiro (2015, 2016, 2017 e 2018), Scrum Gathering de Portugal (2016) e DevOps Days no Rio de Janeiro (2018), assuntos como CMMi e MPS, melhoria contínua, gamification, engenharia e gerência ágil, mindset ágil e DevOps. É certificada Exin DevOps Professional, PMP, CSM, CSPO, Management 3.0, Lean-Kanban University – KMP I e II, BlackBelt em Lean Six Sigma, Management 3.0, LeSS Practitioner, implementadora credenciada e avaliadora líder intermediária do modelo MPS software e serviços; Auditora Líder ISO/IEC 9001, ISO/IEC 20000 e ISO/IEC 29110 pela ABNT.

Siga o autor

Unindo práticas e frameworks que potencializam o mindset colaborativo e a experimentação

➢ Conteúdo criado por 56 pessoas com experiências diversificadas e forte atuação no mercado

➢ Apresentação de 30 modelos e frameworks que fortalecem a transformação ágil e digital

O segundo livro da comunidade Jornada Colaborativa é a prova viva de que pessoas com propósito são capazes de mudar o mundo! Esse conteúdo incrível foi construído em dois meses por 56 pessoas auto-organizadas e agradeço a grande colaboração desse time incrível e em especial à super amiga Analia, que foi minha grande parceira na organização e revisão final.

Agradecimento especial também aos amigos Cristiano Barbieri e Patrícia Coimbra, que dedicaram um tempo precioso da agenda super concorrida para conhecer o trabalho da nossa comunidade e escrever prefácios incríveis com a visão de quem é referência em transformação digital e cultural.

Antonio Muniz

Idealizador da Jornada DevOps

Colaboradores:

Aline Marinho Lima

Ana Paula Gomes Soares

André Luis Guilhon Chaves

Augusto Mello

Bárbara Cristina Palma Cabral da Conceição

Bruna Martins Grellt

Bruno Brochado Ribeiro

Bruno de Oliveira Jardim

Carlos Eduardo Baldissera

Carolina Fratucci Vilas Boas

Cláudia Renata

Dana Christof

Cleiton Luis Mafra

Cristiane de Almeida Costa Simons

Eduardo Paula Escovar

Evandro Dias Henriques

Fabiana Ravanêda Vercezes

Fábio Trierveiler

Fernanda Belmont Reis

Gisele Feitoza da Rocha

Guayçara Gusmon Gonçalves

Guilherme Villanova

Harold Schultz Neto

Isabel Ribeiro Coutinho de Palma

Jaqueline Ferreira

Joana Carrasco Teixeira Lopes

Jorge Fernando Damasio Leite

José Pinto Rodrigues Júnior

Leandro Pena Barreto

Lucas Tito

Marquiano Okopny

Mateus Angelo Brasil Rocha

Mathias Brem Garcia

Mayra de Souza Machado

Meny Aparecida S. Ribas

Mônica Domingues de Arruda Cachoni

Paulo Caroli

Priscilla Parodi

Rafael Targino

Raphael Boldrini Dias

Raphael Cunha

Rinaldo Pitzer Júnior

Rodolfo Fernandes Colares de Amorim

Rodrigo Moutinho

Sandra Mathias Guilhon Chaves

Simone Maria Muniz de Melo

Talita Martins Moreira

Tatiana Escovedo

Thiago de Assis Roque

Umberto Reis

Vanesa Bustamante

Vanessa Tchalian Ferreira Martins

Victor Gonçalves Pereira

Viviane Mathias

Wagner Cruz Drumond

Wellington Borel

Wesley Soares de Oliveira

PARTE I. POR QUE É NECESSÁRIO INICIAR A JORNADA ÁGIL E DIGITAL
1. Transformação digital e automação
     Pessoas
     Tecnologia
     Cultura digital
     Referências
2. Pilares da transformação digital
    Referências
3. Era de mudanças ou mudança de era?
    Referências
PARTE II. POR QUE MUDAR O MINDSET REQUER ESFORÇO
4. Organizações comando e controle
   Referências
5. O cérebro é avesso a mudanças
   Referências
6. Crenças fixas limitam novas habilidades
   Referências
PARTE III. DISCIPLINAS VITAIS DURANTE A JORNADA ÁGIL E DIGITAL
7. Pensamento Lean
   Breve história sobre o modelo Sistema Toyota de Produção/Lean
   Razões para a utilizar o pensamento Lean
   Pensamento Lean
   Estabelecendo a estratégia Lean
   Referências
8. Segurança psicológica
   Referências
9. Uso da comunicação não violenta para potencializar a comunicação empática
   Case: CNV como aliada na gestão da comunicação (times)
   Contextualização e situação problema
   Ações realizadas
   Resultados alcançados e aprendizados
   Case: CNV como aliada na gestão da comunicação (família)
   Contextualização e situação-problema
   Ações realizadas
   Resultados alcançados e aprendizados
   Referências
10. Inteligência emocional
   Sentimentos x emoções
   Conhecendo as emoções
   Comece hoje mesmo
   Referências
11. Múltiplas inteligências
   Lógica/Matemática
   Linguística
   Musical
   Espacial
   Corporal-cinestésica
   Intrapessoal
   Interpessoal
   Naturalista
   Existencial
   Referências
12. Motivação 3.0
   Autonomia
   Excelência
   Propósito
   Viva o seu propósito
   A entrada de novos profissionais e a interferência na motivação
   Motivação com gamification
   Contextualização e situação problema
   Ações realizadas
   Resultados alcançados e aprendizados
   Referências
13. Mindset de crescimento
   O que é mindset?
   Mindset fixo
   Mindset de crescimento
   Como se desenvolve o mindset de crescimento?
   Mindset nas empresas
   Referências
14. O poder do hábito
   Referências
15. O conceito de andragogia aplicado à otimização de equipe ágil
   Referências
16. Programação Neurolinguística (PNL)
   O que é Programação Neurolinguística (PNL) e para que serve
   Técnicas
   Autossugestão ou sugestão para si mesmo
   Auto-hipnose
   Criação de âncoras
   Referências
17. Ikigai e mindfulness
   Mindfulness
   Referências
18. Equipes generalistas em T, E ou M
   Diferenças entre os perfis I-shaped, T-shaped e E-shaped
   Profissionais T-shaped
   Como fortalecer o traço “horizontal”
   Times generalistas T-shaped
   Referências
19. Perfil intraempreendedor e ownership
   Valorize o inconformismo
    Valorize as ideias não só pelos números, mas pela paixão com que são expostas
   Crie um ambiente propício para a criatividade
   Valorize a colaboração e os pedidos de ajuda
   Capacite seu time no negócio para que tenham a visão fim a fim (end to end)
   Forneça todos os recursos necessários (métodos, processos, frameworks e dados)
   Senso de dono (ownership)
   Referências
20. A importância do pitch para as iniciativas digitais
   Referências
PARTE IV. FRAMEWORKS, FERRAMENTAS E TÉCNICAS PARA APOIAR A JORNADA ÁGIL
21. Management 3.0
   Entendendo a abordagem evolutiva da gestão
   Management 1.0
   Management 2.0
   Management 3.0
   Então, o que é Management 3.0?
   Management 3.0 – Práticas
   Novas abordagens – Os cinco princípios do Management 3.0
   Exemplos de práticas do Management 3.0 aplicadas
   Contexto e cenário
   Ações realizadas
   Resultados esperados e lições aprendidas
   Case Management 3.0
   Referências
22. Ciclo ágil com DevOps
   Melhoria contínua é a chave
   Medir, visualizar, agir e o ciclo se repete
   Observabilidade
   Referências
23. OKR
   Defina um objetivo concreto, mensurável e inspirador
   Desvincule o objetivo de metas financeiras
   Defina os resultados-chave
   Analise os resultados
   Faça de novo
   Referências
24. Customer Success e Net Promoter Score
   Net Promoter Score (NPS)
   Referências
25. Scrum
   Scrum em um time de restaurante
   Contextualização e situação problema
   Ações realizadas
   Resultados alcançados
   Referências
Sumário XXIII
26. Kanban
   O que é o método Kanban?
   Valores Kanban
   Princípios Kanban
   Princípios da gestão da mudança
   Princípios da entrega de serviços
   O trabalho do conhecimento
   Sistemas de valor
   Métricas Kanban
   As seis práticas gerais do Kanban
   As cadências do Kanban
   Como começar com o Kanban
   Systems Thinking Approach To Introducing Kanban (STATIK)
   Revisão
   Referências
27. Agilidade na engenharia
   Contexto e cenário
   Ações realizadas
   Resultados alcançados e aprendizados
28. Agilidade em uma empresa pública
   Contextualização e situação problema
   Primeiros passos
   Ações realizadas
   Escalada
   Resultados alcançados
   Próximos desafios
29. Agile PMO
   Contexto
   O que é um Agile PMO?
   Modelo AMO
   Setup
   Execução
   Inspeção
   Referências
30. Extreme Programming (XP)
   Feedback
   Comunicação
   Simplicidade
   Coragem
   Cliente presente
   Jogo do planejamento
  Stand up meeting (reunião diária em pé)
XXIV Jornada Ágil e Digital
   Código coletivo e padronizado
   Programação em pares
   Referências
31. Big data com DevOps
   Princípios do DataOps
   Pipeline DataOps
   Caso de uso de DataOps no mercado financeiro
   Tecnologias utilizadas
   Experimentar (Sandbox)
   Desenvolver
   Orquestrar
   Testar
   Referências
32. SAFe e LeSS
   SAFe
   Sua estrutura
   Os papéis
   Os princípios
   LeSS
   Princípios e estruturas
   LeSS framework
   Dois frameworks de escalonamento ágil
   O que é diferente no LeSS?
   Referências
PARTE V. FRAMEWORKS, FERRAMENTAS E TÉCNICAS PARA APOIAR A JORNADA DIGITAL
33. Lean startup
   O que é ser Lean?
   Um exemplo de gatilhos (uma dor ou insight) para a imersão no método da startup enxuta
   Visão, validação e experimentação
   Ciclo construir-medir-aprender
   Integrações e insights
   Referências
34. Lean inception
   O método
   Colaboração é a chave para o aprendizado
   As dinâmicas
   Resultados
   Dificuldades em um ambiente não ideal
   Como aplicar
Sumário XXV
   Lean Inception na prática
   Contexto
   Ações realizadas
   Mapeamento do fluxo atual
   Referências
35. Design Sprint
   Design Sprint 2.0
   Design Sprint 3.0
   Referências
36. Design thinking
   A persona
   Praticando a empatia
   As fases do design thinking
   Imersão
   Análise e síntese
   Ideação
   Prototipação
   Case agendamento eletrônico
   Formulário de solicitação de agendamento: usando Google Forms + Google Spreadsheet + Google Apps Script
   Métricas
   Referências
37. Customer Experience (CX)
   Descobrindo valor
   A economia da experiência
   Guestologia
   Construindo a experiência
   Jornada do guest
   Referências
38. Orientação a produto
   Referência
39. Utilização do canvas
   Canvas: a origem
   Canvas: derivações
   Canvas de projeto e algumas dicas
   Referências
40. Transformações exponenciais
   Organizações exponenciais
   Transformação exponencial
   Referências
PARTE VI. COMO EFETUAR AS MUDANÇAS NECESSÁRIAS PARA A JORNADA ÁGIL E DIGITAL
41. Os modelos de gestão de mudança e a importância das pessoas
   A importância das pessoas em um processo de mudanças
   Referências
42. Uma abordagem ágil para mudanças
   Analisando o contexto e identificando as principais insatisfações
   Analisando a concordância e suporte das pessoas em relação a mudanças
   Conquistando os primeiros adeptos
   Priorizando os primeiros experimentos
   Executando os experimentos e avaliando os resultados
   A mudança não precisa ser dolorosa
   Referências
43. Como alcançar a sua transformação com Toyota kata
   O que é kata?
   O kata de melhoria (improvement kata)
   O kata de coaching (coaching kata)
   Como utilizar o Toyota kata em sua transformação e jornada ágil
   Definindo o objetivo
   Definindo os desafios
   Desdobrando em objetivos menores
   Definindo a situação atual, fechando os acordos e os ciclos de feedback
   Conclusão
   Referências
44. O papel do Agile Coach e do engenheiro DevOps
   Case: coach para mudança de mindset de um time para melhoria de qualidade
   Referências
   Sobre os coautores
   Material Complementar
ISBN:
9788574529479
Edição:
1
Páginas:
400
Largura:
17
Comprimento:
24
Lombada:
2.09
Volume:
852.72
Lançamento:
27/12/2019
Situação:
Lançamento
Idioma:
Português
não sei qual é o meu CEP

Nenhuma mensagem encontrada

Fazer uma avaliação

Clientes Também Compraram