eBook: Arquitetura de Nuvem - Amazon Web Services (AWS)

 
Por: R$30,00

Veja aqui onde comprar

manoel-veras-de-sousa-neto-editora-brasport

Manoel Veras de Sousa Neto

Doutor pela Universidade de São Paulo (USP), é professor e consultor vinculado à UFRN. Autor dos livros Datacenter: Componente Central da Infraestrutura de TI, Virtualização: Tecnologia Central do Datacenter, já em sua segunda edição, Computação em Nuvem: Nova Arquitetura de TI, Arquitetura de Nuvem – Amazon Web Services e Gerenciamento de Projetos: Project Model Canvas (PMC)®, todos publicados pela Brasport.

Siga o autor

Canal Multimídia

  • VÍDEOS

    Manoel Veras fala sobre o livro Arquitetura de Nuvem : Amazon Web Services

· Explica a arquitetura AWS
· Relaciona os modelos IaaS e PaaS com a AWS
· Descreve os principais serviços e produtos da AWS
· Ensina a montar a arquitetura e construir o DATACENTER com recursos da AWS
· Apresenta o caso AWS Peixe Urbano

O livro traz uma abordagem sobre a construção de um DATACENTER utilizando a ARQUITETURA DE NUVEM, através de aspectos e conceitos importantes que contribuem para a formação de profissionais na área de Tecnologia da Informação.

A estratégia adotada foi estruturar o livro em três grandes partes:
· Aspectos Básicos, com conceitos, infraestrutura, precificação, identidade e acesso.
· Serviços de Infraestrutura, sobre os serviços de computação, armazenamento, rede, banco de dados e gerenciamento.
· Aspectos Avançados, cobrindo desenho da arquitetura, governança, segurança e continuidade.

A computação de nuvem oferece inúmeros benefícios, incluindo elasticidade, pagamento pelo uso efetivo dos recursos, infraestrutura de autosserviço e automação baseada em APIs. Ela permite que as organizações tenham DATACENTERS automatizados e paguem somente por aquilo que utilizam.

A plataforma utilizada para o desenho da arquitetura é a Amazon Web Services (AWS), que é abordada em detalhes e de forma estruturada. A própria Amazon utiliza a arquitetura AWS para operar um dos maiores varejos online do mundo.

Empresas como Shell, Unilever, NASDAQ, Samsung, NASA, The New York Times, Grupo Pão de Açúcar, Gol Linhas Aéreas e SulAmérica Seguros já desfrutam dos benefícios da computação de nuvem e estabeleceram novas arquiteturas orientadas pela demanda. Segundo o Gartner, a Computação em Nuvem já representa um mercado de 109 bilhões de dólares em 2012 e estima-se que chegará a 206 bilhões de dólares em 2016.

Introdução

Objetivos

Estrutura

PARTE I. ASPECTOS BÁSICOS

1. Visão Geral

1.1. Introdução

1.2. Evolução

1.3. SOA, web services e API

1.4. APIs SOAP, REST e QUERY

1.5. NIST e AWS

        1.5.1. Introdução

        1.5.2. Características essenciais

        1.5.3. Modelos de serviço

        1.5.4. Modelos de implantação

        1.5.5. Arquiteturas de referência

        1.5.6. Aderência

1.6. Estrutura

        1.6.1. Classificação dos serviços

        1.6.2. Interfaces

        1.6.3. Site

        1.6.4. Console de gerenciamento

        1.6.5. Custos

        1.6.6. Licenciamento de software

1.7. Imagens e instâncias

        1.7.1. Introduzindo as imagens AMI

        1.7.2. Introduzindo as instâncias EC2

        1.7.3. Recursos persistentes e efêmeros

1.8. Merketplace

1.9. Partner Network

1.10. Referências bibliográficas

2. Infraestrutura

2.1. Introdução

2.2. Componentes

2.3. Regiões e zonas de disponibilidade

        2.3.1. Introdução

        2.3.2. Regiões

        2.3.3. Zonas de disponibilidade (Availability Zones – AZ)

        2.3.4. Localização das regiões e da rede CloudFront

        2.3.5. Utilização do CloudFront

        2.3.6. Migração de recursos entre regiões

2.4. Serviços por região

2.5. Suporte AWS

        2.5.1. Tipos de suporte

        2.5.2. Service Health Dashboard (SHD)

2.6. Referências bibliográficas

3. Identidade e Acesso

3.1. Introdução

3.2. Conceitos

        3.2.1. Usuário, identidade e credencial

        3.2.2. Autenticação e autorização (controle de acesso)

        3.2.3. Federação e SSO

3.3. Identidade e acesso tradicional versus identidade e acesso na AWS

3.4. Credenciais de segurança

        3.4.1. Credenciais de acesso

        3.4.2. Credenciais de conexão

        3.4.3. Identificadores de conta

3.5. IAM

        3.5.1. Introdução

        3.5.2. Conceitos

        3.5.3. Linguagem de política de acesso (Access Policy Language – APL)

        3.5.4. Credencial temporária

        3.5.5. Federação de identidades com AWS

3.6. Referências bibliográficas

4. Precificação e Faturamento

4.1. Introdução

4.2. Precificação

        4.2.1. Custos tradicionais versus custos na AWS

        4.2.2. Características fundamentais

        4.2.3. Infraestrutura interna versus infraestrutura na AWS

        4.2.4. Precificação EC2

        4.2.5. Precificação S3

        4.2.6. Precificação Glacier

        4.2.7. Precificação do suporte AWS

        4.2.8. Uso gratuito

        4.2.9. Cálculo de preços

4.3. Faturamento

        4.3.1. Atividade da conta (account activity)

        4.3.2. Consolidação do faturamento (consolidated billing)

        4.3.3. Métodos de pagamento (payment method)

        4.3.4. Relatórios de utilização (usage reports)

        4.3.5. Preferências de faturamento (billing preferences)

4.4. Referências bibliográficas

PARTE II. SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA

5. Computação

5.1. Introdução

5.2. Elastic Compute Cloud (EC2)

        5.2.1. Conceito

        5.2.2. Servidor tradicional versus instância AWS

        5.2.3. Aspectos fundamentais

        5.2.4. Tipos de instâncias

        5.2.5. Cluster de alta performance (High Performance Cluster – HPC)

        5.2.6. Importação e exportação de máquinas virtuais

        5.2.7. Controle

        5.2.8. EC2 na prática

        5.2.9. Importante

5.3. Elastic Load Balancing (ELB)

        5.3.1. Introdução

        5.3.2. Arquiteturas ELB

        5.3.3. ELB na prática

        5.3.4. Importante

5.4. Elastic MapReduce (EMR)

        5.4.1. Conceito

        5.4.2. Utilização do EMR

        5.4.3. BIG DATA

        5.4.4. Importante

5.5. Referências bibliográficas 

6. Armazenamento

6.1. Introdução

6.2. Armazenamento tradicional versus armazenamento na AWS

6.3. Elastic Block Store (EBS)

        6.3.1. Conceito

        6.3.2. EBS otimizado

        6.3.3. EBS root device

        6.3.4. Importante

6.4. Simple Storage Service (S3)

        6.4.1. Conceito

        6.4.2. Utilização

        6.4.3. Estrutura

        6.4.4. CORS

        6.4.5. Otimização de desempenho

        6.4.6. Controle

        6.4.7. S3 na prática

        6.4.8. Importante

6.5. Opções de armazenamento

6.6. Storage Gateway (SG)

6.7. Import/Export (I/E)

6.8. Glacier

        6.8.1. Introdução

        6.8.2. Funcionamento

        6.8.3. Casos de uso

        6.8.4. Utilitários de terceiros

        6.8.5. Armazenamento com base em políticas

6.9. Referências bibliográficas

7. Rede

7.1. Introdução

7.2. Rede tradicional versus rede na AWS

7.3. Virtual Private Connect (VPC)

        7.3.1. Introdução

        7.3.2. Componentes da rede VPC

        7.3.3. Subnets

        7.3.4. Roteamento

        7.3.5. Funcionalidades

        7.3.6. Implementação

        7.3.7. Controle

        7.3.8. VPC na prática

        7.3.9. Importante

7.4. Route 53

        7.4.1. Introdução

        7.4.2. Rede global do Route 53

        7.4.3. Zonas hospedadas (hosted zones)

        7.4.4. Registros DNS (DNS resource records)

        7.4.5. Criação de um domínio

        7.4.6. Tipos específicos de registros DNS

        7.4.7. Importante

7.5. Direct Connect (DC)

7.6. Opções de conectividade com a VPC

7.7. Referências bibliográficas

8. Banco de Dados

8.1. Introdução

8.2. Bancos de dados tradicionais versus bancos de dados na AWS

8.3. RDS (Relational Database Service)

        8.3.1. Visão geral

        8.3.2. Conceitos

        8.3.3. Utilização

        8.3.4. Mecanismos de DB (DB engines)

        8.3.5. Replicação

        8.3.6. Backup e restore

        8.3.7. Tipos de instâncias RDS

        8.3.8. RDS em nuvem privada virtual (Virtual Private Cloud – VPC)

        8.3.9. RDS na prática

        8.3.10. Importante

8.4. ElastiCache

        8.4.1. Introdução

        8.4.2. Conceitos

        8.4.3. Utlização

        8.4.4. Recursos

        8.4.5. Nós de cache

8.5. Referências bibliográficas

9. Gerenciamento

9.1. Introdução

9.2. Gerenciamento tradicional versus gerenciamento na AWS

9.3. CloudWatch

        9.3.1. Conceitos

        9.3.2. Distribuição das principais métricas

        9.3.3. Interfaces

        9.3.4. Utilização das métricas

        9.3.5. Exibindo métricas e criando alarmes

        9.3.6. Métricas

        9.3.7. Alarmes

        9.3.8. Monitoramento e alarmes das taxas de cobrança

9.4. Referências bibliográficas

PARTE III. ASPECTOS AVANÇADOS

10. Arquitetura

10.1. Introdução

10.2. Conceito

10.3. Arquitetura tradicional versus arquitetura AWS

10.4. Melhores práticas com AWS

        10.4.1. Prepare-se para falhas e nada falhar

        10.4.2. Separe componentes da aplicação

        10.4.3. Implemente a elasticidade

        10.4.4. Pense paralelo

        10.4.5. Ponha os dados no lugar certo

        10.4.6. Utilize práticas recomendadas de segurança

10.5. Elasticidade com Auto Scaling

        10.5.1. Introdução

        10.5.2. Conceitos

        10.5.3. Utilização comum

        10.5.4. Características

        10.5.5. Tipos de dimensionamento

        10.5.6. Ferramentas

        10.5.7. Funcionamento

10.6. Aplicações web

        10.6.1. Introdução

        10.6.2. Aplicações web tradicionais e aplicações web com AWS

10.7. Aplicações empresariais

        10.7.1. Introdução

        10.7.2. Aplicações tradicionais e aplicações na AWS

        10.7.3. Checklists operacionais

10.8. Migração para a AWS

        10.8.1. Introdução

        10.8.2. Possíveis estratégias

        10.8.3. Fases sugeridas

10.9. Referências bibliográficas

11. Governança

11.1. Introdução

11.2. Governança tradicional e governança com AWS

        11.2.1. Direitos de decisão e estrutura de responsabilidade

        11.2.2. Gestão da conformidade e controles gerenciados

11.3. SLAs tradicionais e SLAs com a AWS

        11.3.1. Contrato de nível de serviços do EC2

11.4. Questões específicas de conformidade

11.5. Referências bibliográficas

12. Segurança

12.1. Introdução

12.2. Conceitos

        12.2.1. Pilares

        12.2.2. Criptografia

        12.2.3. Atualizações de segurança

12.3. Segurança tradicional versus segurança na AWS

12.4. Segurança em domínios na AWS

        12.4.1. Contexto

        12.4.2. Segurança de acesso

        12.4.3. Segurança de dados

        12.4.4. Segurança da aplicação

        12.4.5. Segurança do sistema operacional convidado

        12.4.6. Segurança da virtualização

        12.4.7. Segurança da rede

        12.4.8. Segurança do hardware

        12.4.9. Segurança física

12.5. Segurança da plataforma Microsoft na AWS

        12.5.1. Active Directory

        12.5.2. WSUS

        12.5.3. Remote Desktop Gateway

12.6. Referências bibliográficas

13. Continuidade

13.1. Introdução

13.2. Fundamentos

        13.2.1. Continuidade do negócio e recuperação de desastres

        13.2.2. RTO e POR

        13.2.3. Hot site, warm site e cold site

        13.2.4. Alta disponibilidade e confiabilidade

        13.2.5. Backup e restore

        13.2.6. Archive

        13.2.7. Replicação

13.3. Práticas tradicionais versus práticas com a AWS

        13.3.1. Práticas tradicionais

        13.3.2. Práticas com AWS

13.4. Cenários AWS

        13.4.1. Backup e restore

        13.4.2. Luz piloto

        13.4.3. Stand-by

        13.4.4. Multisite

13.5. PCN e PRD

        13.5.1. Conceitos

        13.5.2. Objetivo

        13.5.3. Aspectos importantes do PRD

13.6. Referências bibliográficas

PARTE IV. CASO NACIONAL

14. Caso Peixe Urbano

14.1. Introdução

14.2. Site

14.3. Desafios

14.4. Benefícios

14.5. Startups

14.6. Ágil

14.7. Startups enxutas (lean startups)

        14.7.1. Princípios

        14.7.2. Ciclo construir-medir-aprender

        14.7.3. Minimum Viable Product (MVP)

14.8. Infraestrutura

        14.8.1. Regiões

        14.8.2. Zonas de disponibilidade

        14.8.3. EC2

        14.8.4. ELB

        14.8.5. Auto Scaling

        14.8.6. S3

        14.8.7. Gerenciadores de banco de dados

        14.8.8. Gerenciamento baseado no IAM

14.9. Arquitetura

14.10. Referências bibliográficas

Índice Remissivo

 

E-ISBN:
9788574526041
Edição:
1
Páginas:
416
Ano:
2013
Lançamento:
03/04/2013
Outros:
formato: ePub

Nenhuma mensagem encontrada

Fazer uma avaliação