eBook: Modelagem de Processos de Negócios: roteiro para realização de projetos de modelagem de processos de negócios

 
Por: R$34,50
+

Veja aqui onde comprar

Rubens Cavalcanti

É graduado em Administração de Empresas e Pós-Graduado em Análise de Sistemas pela Universidade Estácio de Sá e MBA em Qualidade e Gestão de Processos. Atua na área de Processos de Negócios há mais de 20 anos, realizando transformações e promovendo melhorias em processos nas organizações. Trabalhou como Analista de Processos na Petrobras Internacional, na CSN e na Universidade Estácio de Sá, como Coordenador de Sistemas de Informação e Qualidade da TBG; como Gerente de Processos na Software AG e Consultor de Processos Sênior na Politec, na MaxProcess, na ProBid e no COG, implantando procedimentos. Ministrou treinamentos de Modelagem de Processos na Oi, CNEN, TJDFT e MaxProcess. Atualmente exerce o cargo de Consultor de Processos Sênior da SMC Design, em projetos de modelagem de processos de negócios para os segmentos público e privado.

O objetivo deste livro é descrever passo a passo o desenvolvimento de um projeto de modelagem de processos, apresentando as técnicas aplicáveis, seus objetivos, como utilizá-las e os resultados esperados em cada etapa.

O autor buscou contemplar nesta obra um projeto de modelagem completo, desde a sua concepção até a análise dos resultados, levando em consideração estudos bibliográficos, publicações obtidas, a experiência adquirida ao longo da carreira e o conhecimento adquirido com colegas de trabalho.

Introdução

Objetivo

Aplicação

1. Conceituação Básica

1.1. Conceito de processos

1.1.1. Características dos processos de negócio

1.1.2. Importância e valor dos processos de negócio

1.2. Gestão DE ou POR processos

1.2.1. Diferenças DE e POR processos

1.2.2. Visões dos processos

1.3. Modelagem de processo

1.3.1. Decomposição funcional dos processos

1.3.2. Nivelamento das camadas de modelagem

1.4. Fatores de sucesso

1.4.1. Obter apoio da organização

1.4.2. Manter o foco no negócio

1.4.3. Atribuir a correta importância ao projeto

1.4.4. Definir métricas ainda nas primeiras etapas do projeto

1.5. Escritório de processos

1.5.1. Modelo de governança de processos

1.5.2. Estrutura funcional de governança de processos

1.5.3. Atribuições do escritório de processos

1.5.4. Estrutura organizacional
1.5.5. Posicionamento organizacional

1.6. Ciclo de vida do projeto de modelagem

1.7. Framework das etapas do projeto de modelagem

2. Etapa 1 – Planejamento 

2.1. Contextualização

2.1.1. Reunião de abertura do projeto

2.1.2. Reunião de comunicação do projeto

2.1.3. Avaliação do grau de maturidade em processos

2.1.4. Apresentação e validação do plano de projeto

2.2. Cadeia de valor agregado

2.2.1. Estruturação da cadeia de valor

2.2.2. Benefícios da cadeia de valor

2.2.3. Construção da cadeia de valor

2.3. Análise crítica

2.3.1. Histórico

2.3.2. Processo 1 – Identificação do problema

2.3.3. Processo 2 – Observação do problema

2.3.4. Processo 3 – Análise do processo

2.3.5. Processo 4 – Plano de ação

2.3.6. Processo 5 – Ação

2.3.7. Processo 6 – Verificação

2.3.8. Processo 7 – Padronização

2.3.9. Processo 8 – Conclusão

2.3.10. Descrição das ferramentas do MASP

2.3.11. Utilização das ferramentas pelas etapas do MASP

3. Etapa 2 – Mapeamento (AS-IS)

3.1. Análise documental

3.1.1. Complementação de informações

3.2. Desenho

3.2.1. Planejamento da sessão de desenho

3.2.2. Dimensionamento da modelagem

3.2.3. Níveis de detalhamento dos fluxos de processos

3.2.4. Notações gráficas utilizadas

3.2.5. Identificação das atividades críticas

3.3. Fatores de desempenho dos processos

3.3.1. Identificação de indicadores

3.3.2. Como obter informações para medição do desempenho

3.4. Constatações, riscos e impactos

3.4.1. Coleta de dados

3.4.2. Identificação dos riscos no mapeamento

3.4.3. Identificação de quick wins

4. Etapa 3 – Redesenho (TO-BE)

4.1. Proposições de melhorias

4.1.1. Métodos para melhoria contínua

4.1.2. Estratégias de gestão para melhoria contínua

4.1.3. Ferramental complementar para proposição de melhorias

4.1.4. Proposição de melhorias X inovação

4.1.5. “Pensar fora da caixa”

4.2. Consolidação de riscos e controles

4.2.1. Identificação dos riscos no redesenho

4.2.2. Classificação dos riscos

4.2.3. Classificação das respostas aos riscos

4.2.4. Definição de controles

4.2.5. Classificação dos controles

4.2.6. Outras informações relevantes sobre riscos

4.3. Redesenho

4.3.1. Recomendações e táticas

4.4. Especificações de indicadores de desempenho

4.4.1. Especificação de indicadores

4.5. Recomendações e resultados

4.5.1. Análise dos pontos levantados

4.5.2. Recomendações e controles

4.5.3. Priorização das recomendações e dos resultados

4.6. Especificação para automação

4.6.1. Benefícios da automação de processos

4.6.2. Aspectos da complexidade para a implantação

4.6.3. Levantamento de requisitos

4.6.4. Principais documentos gerenciais por fase do projeto

4.6.5. Os maiores problemas

5. Etapa 4 – Implantação

5.1. Padronização de procedimentos

5.1.1. Benefícios da padronização

5.1.2. Definição de procedimento

5.1.3. Estrutura hierárquica de padronização

5.1.4. Modelo de procedimento gerencial ou operacional

5.2. Plano de implantação

5.2.1. Elaboração do plano de implantação

5.2.2. Acompanhamento da implantação do processo

5.3. Plano de comunicação

5.3.1. Elaboração do plano de comunicação

5.3.2. Gestão da mudança organizacional

5.4. Plano de gestão de riscos

5.4.1. Elaboração da matriz de riscos

5.5. Treinamento

5.5.1. Ciclo de treinamento

5.5.2. Elaboração do plano de treinamento

6. Etapa 5 – Monitoramento e Controle

6.1. Operação assistida e controle de processos

6.1.1. Execução da operação assistida

6.1.2. Controle Estatístico de Processos

6.2. Medição de desempenho

6.2.1. Modelos de medição do desempenho

6.2.2. Avaliação dos ganhos de desempenho

6.2.3. Tipos de ganhos de desempenho

6.2.4. Outros ganhos relativos a desempenho

6.2.5. Reunião de encerramento e apresentação dos resultados

7. Roteiro Prático para Execução de Projetos de Modelagem

7.1. Atores envolvidos

7.1.1. Patrocinador

7.1.2. Gestor do processo

7.1.3. Equipe responsável pela modelagem

7.1.4. Executores do processo

7.1.5. Demais envolvidos no processo

7.1.6. Equipe de automação

7.2. Resumos das etapas do projeto de modelagem

7.2.1. Planejamento (contextualização)

7.2.2. Mapeamento (AS-IS)

7.2.3. Análise crítica

7.2.4. Redesenho (TO-BE)

7.2.5. Implantação

7.2.6. Monitoramento e controle

Referências Bibliográficas

E-ISBN:
9788574528625
Edição:
1
Páginas:
232
Lançamento:
30/10/2017
Situação:
eBook
Formato:
ePUB
Idioma:
Português

Nenhuma mensagem encontrada

Fazer uma avaliação